IV Semana de História: Perguntas frequentes

O que é a “Semana de História”?

►A Semana de História (SH) é um evento com duração de uma semana (de segunda a sexta-feira) realizado por iniciativa do corpo discente de História da EFLCH-UNIFESP, com a colaboração dos professores do curso.

Quando normalmente acontece a SH?

►As últimas três edições (2009, 2010 e 2011) da SH ocorreram na primeira semana de Outubro.

Como acontece a SH?

►Em meados do primeiro semestre (abril/maio) uma chamada geral é feita para que a comissão organizadora daquele ano seja formada. Essa chamada é aberta a todos os interessados e a comissão pode ser formada por alunos de qualquer ano do curso de História, inclusive ingressantes. Essa comissão irá definir os moldes daquela SH, desde como será feita a escolha do tema até como se dará a organização, divulgação do evento etc.

Quais são as atividades da SH?

►A programação varia de acordo com o tema escolhido, mas atividades comuns a todas as edições até o momento foram palestras, mesas redondas, minicursos e apresentações de IC (Iniciação Científica). Também já houve lançamentos de livros e manifestações culturais, como apresentações teatrais e exposições.

Qual a diferença entre a IV Semana de História e as edições anteriores?

►Devido às greves discente e docente durante o primeiro semestre de 2012, a realização de uma SH ainda este ano pedia que o próprio formato fosse repensado. A fim de não causar prejuízo aos cronogramas das UCs do curso, cujo calendário está mais apertado, a Comissão sugeriu o formato de um “entreaulas estendido”. Ou seja, em vez de acontecer durante o dia inteiro, como nos anos anteriores (das 13 às 22hs), a IVSH aconteceria entre as 17 e às 20hs. As aulas, dessa forma, seriam mantidas dentro de uma normalidade, com a diferença de que pediríamos aos professores que liberassem os alunos do Vespertino uma hora mais cedo e que permitissem a entrada dos alunos do Noturno em sala às 20hs. A data da realização da SH também muda: em vez de acontecer na primeira semana de Outubro, aconteceria na primeira semana de Novembro, entre os dias 05 e 09.

Qual o tema da IV Semana de História?

►A escolha do tema para esse ano (“O saber e a consciência histórica: tendências e perspectivas”) se deu visando proporcionar um arcabouço teórico-metodológico para que tanto calouros quanto veteranos pudessem participar da discussão dos trabalhos dos alunos, foco dessa edição. A IVSH, assim, teria como diferencial a realização de Simpósios Temáticos que compreenderiam apresentações de Iniciação Científica, Laboratórios de Ensino e Pesquisa, Projetos de Extensão, Estágio Supervisionado, Monografia e Pós-graduação em História. Esses Simpósios, que aconteceriam com exclusividade em dois dias (Terça e Quinta-feira) seriam intercalados por mesas-redondas orientadas pelas seguintes temáticas: “Ensino, pesquisa e extensão” (Segunda-feira), “Tendências historiográficas atuais” (Quarta-feira) e “O ofício do historiador, consciência histórica e função social da História” (Sexta-feira).

Como eu posso apoiar e acompanhar a IV Semana de História?

▪ Curta a nossa página no Facebook (www.facebook.com/ivsemanadehistoriadaunifesp);

▪ Entre em contato com a Comissão Organizadora (semanadahistoriaunifesp@gmail.com);

▪ Participe da enquete sobre os SimpósiosTemáticos, disponíveis nos grupos de História da Unifesp no Facebook:

História Unifesp (http://www.facebook.com/groups/282417561831409)

História DR-Alunos & Professores Unifesp (http://www.facebook.com/groups/269361406502042)

 

E não seja tímid@: vote, comente, faça sugestões e tire possíveis dúvidas! 😉

Atenciosamente,

«Comissão Organizadora da IV Semana de História» Alexandre Queiroz (5º Termo), Amauri Caldeira (5º Termo), Carlos Malagutti (7º Termo), Celeste Baumann (5º Termo), Daniela Santos (7º Termo), Elson Granzoto Jr. (5º Termo), Elson Luiz Mattos (7º Termo), Jonathan Portela (5º Termo), Maurício Dias Duarte (5º Termo), Patrícia Moreira Nogueira (5º Termo), Paula Broda (8º Termo), Philippe Arthur Dos Reis (7º Termo), Talita Sanchez (8º Termo), Tatiane Pieroni (5º Termo), Thaís Geraldini (7º Termo) e Thomaz Barbeiro Gonçalves (7º Termo).

Carta aos Docentes de História

Guarulhos, 23 de março de 2012   

AOS DOCENTES DE HISTÓRIA,

Em uma tentativa de estreitar o diálogo entre discentes mobilizados e docentes do curso de História apresentamos esses pontos a fim de esclarecer as movimentações que vem acontecendo desde o ínicio deste ano letivo de 2012.

Iniciamos, durante a recepção dos calouros, uma discussão sobre os problemas de infra-estrutura do campus Guarulhos. Nesse sentido agendamos uma reunião, realizada dia 16/03, com o intuito de organizar um calendário de mobilização dos estudantes. O resultado dessa reunião foi a convocação da Assembléia Geral dos estudantes, realizada dia 22/03. Na semana entre essas duas mobilizações pontuais, cada Centro Acadêmico se reuniu com seus representantes, com o objetivo de elencar uma pauta específica. Nessa Assembléia Geral, previamente anunciada, a participação da comunidade estudantil foi muito superior ao quórum mínimo estabelecido em Assembléias anteriores. Portanto, de modo legítimo, foi deliberada a Paralização Geral de Estudantes até dia 28/03, quando ocorerrá nova Assembléia.

Acreditamos que durante essa semana, do dia 22/03 a 28/03, é necessária a contrução de meios de comunicação EFETIVOS entre todos que, direta ou

indiretamente, estão envolvidos nesse processo. Assim propomos a criação de grupos de trabalho e discussão sobre os seguintes pontos – dividos em quatro eixos norteadores: Continuar lendo

Seleção de estudante para monitoria em História

Aos interessados em participar do processo de seleção para bolsas de monitoria de História da Unifesp, segue comunicado emitido pela coordenação da Coordenação do Curso de História.

No próximo dia 08 de março, será realizada a seleção extraordinária de um monitor para o 1º semestre de 2012.

Veja edital

O/a aluno/a selecionado/a contará com bolsa para o período e atuará numa das seguintes UC: Estágio Supervisionado I, Estágio Supervisionado III ou Laboratório de Ensino e Pesquisa II, podendo ainda auxiliar as atividades do Centro de Memória e Pesquisa Histórica.

Os interessados devem atender aos seguintes requisitos:

  1. – ter cursado ao menos uma das UC indicadas, com bom desempenho acadêmico, comprovado pelo histórico escolar;
  2. – bom desempenho acadêmico geral, comprovado pelo histórico escolar;
  3. – bom índice de frequência ao curso, comprovado pelo histórico escolar;
  4. – disponibilidade de 12 horas semanais para as atividades de monitoria.

A seleção dar-se-á por meio de entrevista individual com uma comissão de Professores do curso, que verificará os itens acima e discutirá assuntos relativos às atividades de monitoria.

Os interessados deverão comparecer à sala da Chefia do Departamento de História às 14h do dia 08/03, com o histórico escolar em mãos (obrigatoriamente).

Atenciosamente,

Prof. Dr. Fábio Franzini e Profa. Dra. Edilene Toledo
Coordenação do Curso de História

O que é o Enade- nesta quinta!

O Centro Acadêmico de História convida todos os alunos do campus para uma conversa aberta sobre o ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) que ocorrerá no próximo domingo (06/11/2011).

Afinal, o que é o ENADE: um exame para o aluno? para a universidade? ou uma propaganda?

___________
____________________________________________________________________

O que é o Enade?

Quinta, 03 – 11

18h, Sala 13

__________________________________________________________________
___________

Comunicado: Aulas de LIBRAS

De acordo com a Lei 10.436 de 2002, instituições formadoras de professores devem incluir em sua grade curricular o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras), visando a inclusão e a valorização da comunidade surda. Mais uma vez, a exemplo do que aconteceu no ano passado, a UNIFESP tenta se adequar tardiamente a esta necessidade.

No ano passado, uma professora ingressante em uma vaga da Pedagogia conseguiu suprir esta necessidade. Este ano, diante das negativas na contratação de profissional por meio de concurso público, a vaga será preenchida de forma temporária.
 
Segundo comunicado da Secretaria Acadêmica, a partir de novembro, serão iniciadas as aulas da Unidade Curricular Libras exclusivamente para estudantes formandos na Habilitação de Licenciatura.
 
Percebe-se assim, no mínimo, a falta de cuidados ao tratar da questão. Isto se não for possível perceber que, além de exclusiva a quem estiver concluindo sua formação em Licenciatura, limitará a participação de quem estiver trabalhando em horário incompatível. Ou quem sabe, até impedir o acesso destas pessoas. Afinal, faltar em seus empregos uma vez por semana em cinco semanas consecutivas não é tão simples assim.
 
O fato de os cursos oferecerem dois períodos de realização, e a escolha destes por estudantes, atesta em favor de discentes. Certifica que a Universidade tem o dever, imprescindível, de garantir condições de realização das atividades de cada curso respeitando seus horários.
 
Mais uma vez as práticas e soluções adotadas na Unifesp reforçam o caráter excludente da Universidade. Que, apesar do pouco tempo de existência, tem se esforçado em repetir modelos e padrões já estabelecidos, comentendo os mesmos erros e injustiças.
 
Com uma política assistencial incapaz de garantir que estudantes se dediquem integralmente à universidade, a Unifesp novamente prejudica quem não pode se dedicar exclusivamente a sua formação. Prática que se percebe não só na Unifesp, mas na universidade pública, que continua beneficiando uma parcela já privilegiada da população, que não tem a necessidade de se autossustentar.
 
Esperamos que estudantes que necessitam desta formação sofram o mínimo de provações e prejuízos. E exigimos que a unidade curricular seja oferecida nos períodos de graduação!
 
Por uma universidade pública, que garanta o acesso e a permanência. Que garanta direitos e condições adequadas e iguais à todas e todos de concluirem sua graduação. Por uma educação pública, de qualidade e democrática!
 
Abaixo as orientações:
 
Matrícula

A matricula se dará do dia 24/10 (segunda-feira) a 31/10/2011 (segunda-feira), via requerimento, pessoalmente, na secretaria acadêmica, em seus horários de atendimento.

Aulas
1) As aulas serão ministradas também aos SÁBADOS, das 09h00 às 14h00min, nos seguintes dias:
  • Sábado – 05/11 – das 09h as 14h;
  • Sábado – 12/11 – das 09h as 14h;
  • Sábado – 19/11 – das 09h as 14h;.
  • Sábado – 26/11 – das 09h as 14h;
  • Sábado – 03/12 – das 09h as 14h.
2) Durante semana, das 15h00 às 20h00min, nos seguintes dias:
  • Terça – 01/11 – das 15h as 20h;
  • Terça – 08/11 – das 15h as 20h;
  • Quarta – 16/11 – das 15h as 20h;
  • Terça – 22/11 – das 15h as 20h;
  • Terça – 29/11 – das 15h as 20h.

Diretoria Acadêmica (re)marca início das aulas

Conforme comunicado na página da Unifesp Guarulhos, e observado por quem foi fazer a rematrícula, o início das aulas foi adiado, novamente.

Ao que sabemos, devido à Greve – ou por (misteriosos) “problemas operacionais” como é dito quando não se quer reconhecer a legitimidade do movimento dos trabalhadores desta instituição, ou para minimizar a importância de seu trabalho -, percebeu-se que não se daria conta do volume de trabalho para rematrícula de uma semana pra outra. Resta saber como se dará conta desse trabalho, no entanto, em uma semana!

Confiram as datas divulgadas:

Segunda-feira, dia 08 de agosto: início das UCs do segundo termo (primeiro ano);
Segunda-feira, dia 15 de agosto: início das UCs dos quarto, sexto e oitavo termos

**Estudantes interessados em cursar a disciplina de História “Estágio Supervisionado II” terão suas aulas iniciadas dia 10/08 (quarta-feira) na sala 03 do CEU.

Para os estudantes de Estágio II

Os professores de Estágio Supervisionado II do curso de História pedem que os alunos já estejam presentes nesta quarta, dia 10 de agosto, na sala 3 do CEU, apesar de as UCs oferecidas ao segundo ano em diante só se iniciarem na semana dia 15.

O pedido se dá, principalmente, pelo cumprimento diferenciado das horas de Estágio supervisionado que a disciplina tem exigido.

Quadro semanal correto do curso de História

A pedido da coordenação do curso, disponibilizamos o quadro semanal do 2º semestre, enviado anteriormente pelos pelos técnicos do campus. O quadro disponível na página da Prograd atualmente, está errado –  as UCs eletivas oferecidas pelos professores Jaime Rodrigues e Fabiana Schleumer estão trocadas erroneamente de terça para quarta-feira, e  aquela oferecida pelo professor Julio Moracén, de sexta para segunda-feira.  O dia correto da UC oferecida pelos professores Jaime e Fabiana é terça-feira, e o dia correto da UC oferecida pelo professor Julio é sexta-feira.

Nota do Cahis sobre a rematrícula e a greve

Rematrícula na Unifesp Guarulhos

Nota do Cahis a respeito do processo de rematrícula e da greve dos técnicos administrativos


Declaramos apoio ao movimento grevista dos servidores técnico-administrativos que paralisaram suas atividades desde o dia 6 de junho, juntamente com outras 49 Universidades federais de todo país. Uma vez anunciado cortes orçamentários por parte do Governo Federal, no início do ano, servidores técnicos administrativos têm reagido por uma educação pública, gratuita e de qualidade.

As reivindicações dos técnicos em educação do campus de Guarulhos já remetem o ano de 2010, durante a greve estudantil. Até hoje, no entanto, não houve respostas por parte da Reitoria, e os servidores técnicos e seu trabalho, tão fundamentais ao funcionamento da instituição, seguem sendo desprezados. O fato de muitas vezes, sequer serem mencionados, como na elaboração do PDI ou na formação de órgãos colegiados, ou no recrudescimento da terceirização, são exemplos da falta de valorização dos trabalhos dos servidores técnicos.

Compreendemos que as interrupções das atividades administrativas acarretam em contratempos à comunidade acadêmica. Mas sabemos também, no entanto, da importância dessa greve para construção de uma educação pública e de qualidade, luta que embora esteja concentrada nos técnicos, diz respeito a estudantes, professores e a sociedade em geral. Desde o início saudamos o movimento, assim como a Associação dos Docentes da Unifesp (Adunifesp) e o Sindicato Nacional de Docentes de Instituições de Ensino Superior (Andes-SN). 

De todo modo, foi orientado pela Diretoria acadêmica, durante o recesso, o registro das rematrículas via intranet, de forma bastante confusa, e o preenchimento do formulário manual a ser entregue nas datas 01 a 04 de agosto. Virtual ou presencialmente, a efetivação da rematrícula depende dos servidores técnicos administrativos em educação do respectivo campus, com o devido treinamento e preparação para tal processo, que exige, como já salientaram os técnicos, até dois meses de preparação. Continuar lendo

Rematrícula começa amanhã

Apesar da Greve dos técnicos, são divulgados os procedimentos de rematrícula

De acordo com a página da Prograd, assim como circular emitida pela Diretoria Acadêmica do campus Guarulhos, os estudantes ‘manifestam interesse formal’ em permanecer matriculados a partir de segunda-feira, via Intranet. Veja quadro:

1. Período de Matrícula

2. Período de Matrícula

3. Período de Matrícula (somente exclusão)

Início das aulas

18 e 19/07

25 a 27/07

12 a 17/08

01/08

Disponibiliza também as Regras para Rematricula, assim como Tutorial para fazer o Login da Intranet. Link para página da Prograd.

A Greve Nacional dos servidores federais, no entanto, permanece, assim como a Greve dos técnicos administrativos da Unifesp. Até agora não tivemos nenhuma nota pública da Unifesp sobre, nem manifestação desta a respeito das reivindicações. Acompanhe informações nos blogs do comando local dos campi de Guarulhos e Santos.

O sistema de rematrícula já costuma ter várias adequações e problemas não previstos a se resolver. Percebemos também que o nível de trabalhos dos técnicos sempre sobe nesta época, desde dúvidas dos estudantes, até distribuição de salas e deferimentos de matrícula, passando pelos modificações e retificações junto ao TI da Unifesp. Como serão feitos todos esses procedimentos com os técnicos em Greve?

Seleção para monitores de UCs de História

Aos interessados em participar do processo de seleção para bolsas de monitoria de História da Unifesp, segue comunicado emitido pela coordenação da Comissão Curricular de História.

Prezados alunos do curso de História,
 
No próximo dia 06 de julho, realizaremos a seleção de monitores para o período 2011-2012. São 5 vagas remuneradas (bolsas), para atuar nas UC Laboratório de Ensino e Pesquisa I, II e III e Estágio Supervisionado I, II e III, bem como auxiliar as atividades do Centro de Memória e Pesquisa Histórica.
 
Os interessados devem atender aos seguintes requisitos:
– ter cursado ao menos uma das UC indicadas, com bom desempenho acadêmico, comprovado pelo histórico escolar;
– bom desempenho acadêmico geral, comprovado pelo histórico escolar;
– bom índice de frequência ao curso, comprovado pelo histórico escolar;
– disponibilidade de 12 horas semanais para as atividades de monitoria.
 
A seleção dar-se-á por meio de entrevista individual com uma comissão de Professores do curso, que verificará os itens acima e discutirá assuntos relativos às atividades de monitoria. 
 
Os interessados deverão comparecer à sala 15, às 14h do dia 06/julho, com o histórico escolar em mãos (obrigatoriamente).
 
Atenciosamente,
 
Prof. Dr. Fábio Franzini / Profa. Dra. Edilene Toledo
Coordenação do Curso de História

Propostas do Centro Acadêmico de História para o PDI (2011-2015)

O texto abaixo foi encaminhado à UNIFESP como proposta de atualização ao Plano de Desenvolvimento Institucional apresentado pela universidade à consulta pública.

Propostas do Centro Acadêmico de História (CAHIS) para o

Plano de Desenvolvimento Institucional da Unifesp (2011-2015)

 

1.   INTRODUÇÃO

Com estas propostas, procuramos não apenas contribuir com novos aportes à minuta formulada pela Secretaria de Planejamento da Unifesp como, principalmente, participar ativamente da gestão da universidade. Afinal, a democracia ou virá por nossas próprias mãos ou não virá.

Infelizmente, o período de debate amplo, na comunidade acadêmica, da minuta do PDI é extremamente escasso. Se, por um lado, isso indica a necessidade de agilizar a conclusão de um processo que vem se desenvolvendo há meses e, por outro, demonstra que mecanismos de participação democrática de todas e todos que compõem a Unifesp ainda são objetivos a perseguir.

É neste sentido que, pela urgência da questão e por considerá-la uma prioridade, já nesta introdução apresentamos uma proposta para o item Gestão Universitária: realizar eleições diretas para escolha de reitores, vice-reitores e diretores e garantir 1/3 dos assentos do órgão colegiado superior para representantes da sociedade civil local e regional – conforme estabelece projeto de lei nº 4.646/04, aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara Federal – e instituir a paridade de representação para os três segmentos da comunidade universitária (estudantes, docentes e técnicos adminstrativos) nos demais assentos do órgão colegiado superior.

Aproveitamos para propor uma alteração geral na redação do documento aplicando a seguinte emenda substitutiva: onde se lê “aluno” ou “alunado”, mudar para o termo “estudante”, “estudantes” ou “corpo discente”.

Continuar lendo

Comissão do Curso de História (CCH) divulga horários do segundo semestre

2º. Semestre 2011

 

2º termo Tarde Noite
Laboratório de Pesquisa e Ensino em História I Marcia Eckert Miranda / Rafael Ruiz / Bruno Feitler Marcia Eckert Miranda / Rafael Ruiz / Bruno Feitler
História do Brasil II Maria Luiza F. de Oliveira / André Machado Maria Luiza F. de Oliveira / André Machado
História Moderna II Luís Filipe Silvério Lima / Maximiliano MacMenz Luís Filipe Silvério Lima / Maximiliano MacMenz
História da América II Mariana Villaça /Stella Maris Scatena Franco Vilardaga Mariana Villaça /Stella Maris Scatena Franco Vilardaga
Filosofia Geral I ————- —————
   
4º termo    
Laboratório de Pesquisa e Ensino em História III Luigi Biondi / Glaydson José da Silva / Odair da Cruz Paiva Luigi Biondi / Glaydson José da Silva / Odair da Cruz Paiva  
História do Brasil IV Edilene Toledo / Clifford Welch Edilene Toledo / Clifford Welch
História Contemporânea II Rosângela Leite Luis Ferla
História, Memória e Patr. Lucília Siqueira Lucília Siqueira
Intr. Antiga e Med. Rossana Alves Baptista Pinheiro Carlos Augusto Ribeiro Machado
   
6º termo    
História Medieval Fabiano Fernandes Fabiano Fernandes
Teoria da História II Fábio Franzini / Janes Jorge Fábio Franzini / Janes Jorge
Eletiva (Bach)    
Eletiva (Bach e Hab)    
História, Espaço e Patr. Edificado Fernando Atique Fernando Atique
Estágio supervisionado II Antonio Simplício de Almeida Neto / Andréa Slemian / Ana Lucia L. Nemi  Antonio Simplício de Almeida Neto / Andréa Slemian / Ana Lucia L. Nemi 
História da Ásia Samira Adel Osman Samira Adel Osman
Domínio conexo ——— ———-
   
8º termo    
Monografia II Maria Rita de Almeida Toledo / Wilma Peres Costa / Marcia D’Aléssio Maria Rita de Almeida Toledo / Wilma Peres Costa / Marcia D’Aléssio
Eletiva    
História e Educação Patrimonial Alexandre Pianelli Godoy Alexandre Pianelli Godoy
História e Patrimônio Imaterial Julio Moracen Naranjo Julio Moracen Naranjo

 

   

Eletivas

  1. Jaime Rodrigues e Fabiana Schleumer – Experiências de africanos na diaspóra: o contexto americano (séculos XVIII e XIX)

Problematizar a escravidão nas Américas pela perspectiva da História Social. Brasil, Cuba, Haiti e Estados Unidos. Escravidão; significados da liberdade/autonomia; identidade; religiosidade. Administração dos escravos. Organização dos cativos. Relação senhor/escravo. Escravidão como relação social. Manifestação das religiosidades no contexto da diáspora africana: teoria e prática no estudo das religiões africanas, sincretismo e formas de transculturação, tradições acadêmicas e o estado da arte das religiosidades afro-americanas: irmandades negras, catolicismo e calundu, candomblé e umbanda, santeria e vodu.

  1. Karen Lisboa – Narrativas de viagem sobre o Brasil: história e historiografia

O curso propõe analisar a literatura de viagem sobre o Brasil do século XIX a meados do XX, contemplando as seguintes questões: especificidades da literatura de viagem como gênero literário e produção intelectual numa perspectiva histórica; uso da literatura de viagem como documento e como objeto de estudo nas ciências humanas; tipologias de viajantes, itinerários e diversidade temática; a relação entre literatura de viagem, historiografia e discursos da nação; literatura de viagem e (crise do) imperialismo

  1. Patricia S. Schermann – Historiografia dos processos de descolonização em África

Confira resultado das eleições para o Departamento de História

Veja o resultado das eleições para o Departamento de História, divulgado recentemente pela secretaria do curso. Serão ocupadas cagas no Conselho de Departamento, Comissão de Extensão, Comissão de Pesquisa, Centro de Memória e Pesquisa Histórica e Comissão Curricular de História. Para esta última, os atuais representantes discentes permanecem até o final do mandato, por isso não houve eleições para estes cargos. Continuar lendo

Carta aberta à Coordenação do curso de História da Unifesp

Prezada Coordenação,

no dia 04 de março de 2011, recebemos sua resposta ao e-mail enviado no dia anterior por um dos representantes discentes na Comissão Curricular de História – CCH, intitulado “antiga e brasil III”, que solicitava o esclarecimento das seguintes dúvidas:

a) o que motivou a mudança de professores nestas UCs?

b) por que isso foi feito somente depois de finalizada a pré-matricula?

c) por que o sistema apresentava disponibilidade de vagas no período noturno da UC História Antiga quando, na verdade, não havia mais vagas? Continuar lendo