NAE: Programa “Adote um calouro” 2013

A exemplo dos últimos anos, o Núcleo de Apoio ao Estudante do Campus Guarulhos da Unifesp, está promovendo o programa “ADOTE UM CALOURO”.

Assim, estudantes veteranos poderão contribuir com os calouros a se adaptarem à nova realidade. Para isso deverão preencher um questionário e encaminhá-lo ao NAE (nae.guarulhos@gmail.com)

Esta medida contribui para que deficiências estrturais da Universidade, por exemplo a falta de moradia estudantil, não impeçam a oportunidade a ingressantes de situação socioeconômica vulnerável, ainda que provisoriamente.

Por mais que não resolva o problema, esta simples medida busca atenuar a exclusão social, característica nas Universidades.

Veja mais no site do campus

Preencha a ficha de cadastro disponível no link abaixo:

Cadastro de Calouro

Tem como objetivo possibilitar ao aluno calouro um local provisório de moradia e promover a integração com os alunos veteranos da Unifesp.

Esse programa acontece todo início de ano letivo, através do cadastramento das repúblicas interessadas em adotar os calouros que estão transitoriamente com dificuldades de se instalar nas proximidades do campus.

Como adotar ou ser adotado?

Programa “Adote um calouro” – 2012

O Núcleo de Apoio ao Estudante do Campus Guarulhos da Unifesp,a exemplo do ano passado está desenvolvendo um programa intitulado “Adote um calouro”. Assim, estudantes veteranos poderão contribuir com os calouros a se adaptarem à nova realidade. Para isso deverão preencher um questionário e encaminhá-lo ao NAE (nae.guarulhos@gmail.com)

Esta medida contribui para que deficiências estrturais da Universidade, por exemplo a falta de moradia, permitam uma oportunidade a ingressantes de situação socioeconomica vulnerável, ainda que provisoriamente.

Por mais que não resolva o problema, esta simples medida busca atenuar a exclusão social, tão característica na Universidade.

Baixe aqui o formulário
(baixe o arquivo original, edite e encaminhe)

Abaixo a mensagem encaminhada pelo NAE:

O Programa Adote um Calouro 2012 solicita o cadastramento de repúblicas que pretendam adotar calouros.

Você que é veterano e sabe das dificuldades de arranjar um lugar pra ficar assim que chega para a matrícula, nas primeiras semanas de aula e pretende ajudar quem está chegando agora, responda esse formulário para que nós tenhamos idéia de que perfil de calouro lhe indicar no “Adote um Calouro”. Os dados serão fornecidos aos calouros no ato da matrícula e no NAE.

Os calouros recebidos lembrarão de você para sempre!

(NOVO) COMUNICADO: R.U. Fechado até 31/10/2011!

Uma nova mensagem foi enviada por e-mail sobre a continuidade do não funcionamento do R.U. Esta situação está sendo justificada por problemas operacionais – que já serviram como eufemismo para greve de funcionários – impedindo sua utilização por mais esta semana.

Abaixo, retransmitimos a mensagem publicada recentemente pelo CAHIS:

Mudança da empresa prestadora de serviço impede o funcionamento do bandejão esta semana.

O restaurante universitário (“bandejão”) é uma das principais reivindicações dos estudantes por melhores condições de permanência.

As principais lutas buscavam a diminuição do preço – ainda hoje – um dos mais caros do país (R$5,00 para o preço regular e R$2,50 preço subsidiado para estudantes); a qualidade do serviço – desde um cardápio diversificado, condições de manutenção dos alimentos, até expansão do serviço (incluindo refeições como café da manhã e refeições aos finais de semana); Infraestrutura adequada; e a estatização do serviço, que deveria ser oferecido pela própria Universidade e por servidores, não por empresas privadas terceirizadas

Essa última se deu pelo reconhecimento da precarização das condições de trabalho, tendo em vista, inclusive, o assédio velado que impede que trabalhadores e trabalhadoras sob tais relações empregatícias se organizem e exijam seus direitos.

Além disso, discutiu-se também a possibilidade de se implementar a autogestão do restaurante, de forma que se criariam então condições de superar as diversas contradições apresentadas hoje. Desde a produção, serviço e descarte dos resíduos.

Entretanto, pouco se avançou.

Apesar das discussões e reivindicações, o serviço continua sendo oferecido pelo mesmo preço, tendo apenas almoço e jantar como refeições e só de segunda à sexta. Além disso permanece sendo executado por empresas terceirizadas em que, infelizmente, se mantém as condições precárias de serviço e de relações de trabalho e instalado ainda em um prédio provisório, em condições inadequadas de serviço.

No entanto, com o fim do contrato de licitação que mantinha a atual empresa (Terra Azul), um novo processo foi aberto e uma nova empresa selecionada para oferecer o serviço.

Esperamos, além do cumprimento das regras de contrato estabelecidas para assegurar a qualidade, que todos e todas se empenhem na fiscalização desta nova empresa, que contribuam com a comissão paritária de alimentação e que busquemos em conjunto soluções definitivas para os problemas há muito tempo apontados.

A seguinte mensagem está apresentada no site do campus:
(http://humanas.unifesp.br)

Nova mensagem:

 

Em virtude de dificuldades operacionais da nova empresa contratada, informamos que esta somente poderá iniciar suas atividades a partir do dia 31 de Outubro de 2011.

Lamentamos o transtorno causado pelo processo e informamos que as medidas administrativas cabíveis já estão sendo tomadas.
Agradecemos a compreensão.

COMUNICADO: R.U. Fechado até 21/10/2011

Mudança da empresa prestadora de serviço impede o funcionamento do bandejão esta semana.

O restaurante universitário (“bandejão”) é uma das principais reivindicações dos estudantes por melhores condições de permanência.

As principais lutas buscavam a diminuição do preço – ainda hoje – um dos mais caros do país (R$5,00 para o preço regular e R$2,50 preço subsidiado para estudantes); a qualidade do serviço – desde um cardápio diversificado, condições de manutenção dos alimentos, até expansão do serviço (incluindo refeições como café da manhã e refeições aos finais de semana); Infraestrutura adequada; e a estatização do serviço, que deveria ser oferecido pela própria Universidade e por servidores, não por empresas privadas terceirizadas

Essa última se deu pelo reconhecimento da precarização das condições de trabalho, tendo em vista, inclusive, o assédio velado que impede que trabalhadores e trabalhadoras sob tais relações empregatícias se organizem e exijam seus direitos.

Além disso, discutiu-se também a possibilidade de se implementar a autogestão do restaurante, de forma que se criariam então condições de superar as diversas contradições apresentadas hoje. Desde a produção, serviço e descarte dos resíduos.

Entretanto, pouco se avançou.

Apesar das discussões e reivindicações, o serviço continua sendo oferecido pelo mesmo preço, tendo apenas almoço e jantar como refeições e só de segunda à sexta. Além disso permanece sendo executado por empresas terceirizadas em que, infelizmente, se mantém as condições precárias de serviço e de relações de trabalho e instalado ainda em um prédio provisório, em condições inadequadas de serviço.

No entanto, com o fim do contrato de licitação que mantinha a atual empresa (Terra Azul), um novo processo foi aberto e uma nova empresa selecionada para oferecer o serviço.

Esperamos, além do cumprimento das regras de contrato estabelecidas para assegurar a qualidade, que todos e todas se empenhem na fiscalização desta nova empresa, que contribuam com a comissão paritária de alimentação e que busquemos em conjunto soluções definitivas para os problemas há muito tempo apontados.

A seguinte mensagem está apresentada no site do campus:
(http://humanas.unifesp.br)

Comunicamos à comunidade que do dia 17 a 21/10 não haverá prestação de serviço do Restaurante Universitário, devido à transição das empresas terceirizadas.

Agradecemos a compreensão!

Comissão Paritária de Alimentação
Reuniões quartas às 18h
NAE – campus Guarulhos

I Fórum Repertorial de Habitação Estudantil

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e a Comissão Paritária para Estudo da Implantação de Moradias Estudantis da Universidade Federal de São Paulo convidam todos a participar do I Fórum Repertorial de Habitação Estudantil, que acontecerá no dia 29 de abril de 2011

O evento tem como objetivo apresentar experiências e fornecer subsídios para a condução do projeto das moradias universitárias, de modo a delinear diretrizes gerais para as futuras propostas de construção e gestão.

Com o intuito de enriquecer este debate, convidamos um conjunto de palestrantes que têm experiências e pesquisas com enfoque em habitação social, conforme a programação abaixo.

O Fórum ocorrerá no campus São Paulo da UNIFESP, na Rua Botucatu, 740, Vila Clementino, Anfiteatro Leitão da Cunha, das 9:00 às 12:00.

As palestras serão na parte da manhã e à tarde faremos um workshop de ideias quanto aos principais formatos de espaço e políticas de moradia para estudantes.

PROGRAMAÇÃO

09:00-09:30 Mesa de Abertura
Reitor da UNIFESP Prof. Dr. Walter M. Albertoni e Pró-Reitor de Assuntos Estudantis Prof. Dr. Luiz Leduíno Neto.
09:30-10:00 Habitat [o] Coletivo: Exemplos e questões
Prof. ª Drª Anja Pratschke IAU-USP – Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos – USP.
10:00-10:15 Coffee Break

10:15-10:45 O Projeto de Moradias da Unicamp
Prof. Dr. Prof. Ms. Joan Villà Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie
10:45-11:15 Projeto Renova Centro: edifícios antigos adaptados para habitação social
Representante COHAB: Projeto Renova Centro
11:15-12:00 Debate
12:00-14:00 Almoço

14:00-14:30 Comissão Paritária de Moradia
Profª Drª Ana Cristina Bretas- Presidente da Comissão de Estudo da Construção de Moradias Estudantis – Unifesp
14:30-15:00 Relatório dos Estudantes das Visitas realizadas nas Moradias Estudantis
(Araraquara, Rio Claro, São Carlos e Campinas)
Discentes membros da Comissão
15:30-17:00 Discussão e balanço
A  construção da Moradia da Unifesp

Cartaz – Fórum (download)

Reunião do Cahis nesta terça!

Bom dia estudante!

Convidamos todas e todos para a próxima Reunião do Cahis, a ser realizada nesta terça-feira, 28, às 18h, concentração no pátio central. Esta reunião foi convocada a partir da última Reunião de Centros Acadêmicos da Unifesp Guarulhos, em que discutiu-se as crescentes dificuldades em relação à fila daXerox, à linha terceirizada Itaquera-Pimentas outras dificuldades em decorrência da lotação do campus. Nesta reunião, decidiu-se que os CAs convocariam em seus cursos, para esta terça-feira, e uma nova reunião aberta entre os Centros Acadêmicos na quarta.
Participe! Mobilize-se!