Divulgação: Prêmio Mulheres Negras contam sua História

“A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, com o intuito de contribuir para a produção e disseminação de conteúdos que subsidiem o fortalecimento da Política Nacional para as Mulheres com participação e controle social, torna pública a presente Convocação para concurso de redações, ensaios e convida as interessadas a enviarem seus trabalhos, nos termos aqui estabelecidos”.

http://www.spm.gov.br/Editais/editais-2012/edital-chamada-publica-mulheres-negras

O Prêmio Mulheres Negras contam sua História é uma iniciativa de resgate do anonimato das mulheres negras, como sujeitos na construção da história do Brasil. Das negras vindas da África nos porões das naus portuguesas no XVI até o ano de 1850, quando o tráfico foi proibido. Elas estiveram na labuta das plantações canavieiras e posteriormente do café, nas alcovas e cozinhas das casas grandes. Foram amas de leite, negras dos tabuleiros vendendo doces e comidas nas ruas, lavadeiras, lutadoras nas revoltas contra a escravidão e a opressão racista.

Libertas, pobres e anônimas resistem, combatem a discriminação e estão presentes no rosto do povo pobre que habita este País, mas esquecidas pelos livros que contam nossa história.

Nos últimos cinqüenta anos as lutas das mulheres negras se intensificaram e elas ampliaram sua presença no cenário político nacional; as organizações de mulheres negras fizeram uma interação entre a luta feminista e as questões raciais e isto permitiram a incorporação do racismo como uma variável das desigualdades, inclusive entre as mulheres. Por sua vez, o Estado tem contribuído insistentemente com o fortalecimento de políticas públicas para a população negra, desde a criação da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR), em 2003.

Este concurso almeja contar estas histórias, para que elas não sejam apenas lembradas. Elas estão marcadas nos rostos de nossa gente. Vamos escrevê-la! É necessário que as descendentes dessas mulheres façam estes relatos, seja resgatando a Memória de suas antepassadas, suas próprias histórias do enfrentamento do racismo, da violência e a superação da discriminação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s