Carta aos Docentes de História

Guarulhos, 23 de março de 2012   

AOS DOCENTES DE HISTÓRIA,

Em uma tentativa de estreitar o diálogo entre discentes mobilizados e docentes do curso de História apresentamos esses pontos a fim de esclarecer as movimentações que vem acontecendo desde o ínicio deste ano letivo de 2012.

Iniciamos, durante a recepção dos calouros, uma discussão sobre os problemas de infra-estrutura do campus Guarulhos. Nesse sentido agendamos uma reunião, realizada dia 16/03, com o intuito de organizar um calendário de mobilização dos estudantes. O resultado dessa reunião foi a convocação da Assembléia Geral dos estudantes, realizada dia 22/03. Na semana entre essas duas mobilizações pontuais, cada Centro Acadêmico se reuniu com seus representantes, com o objetivo de elencar uma pauta específica. Nessa Assembléia Geral, previamente anunciada, a participação da comunidade estudantil foi muito superior ao quórum mínimo estabelecido em Assembléias anteriores. Portanto, de modo legítimo, foi deliberada a Paralização Geral de Estudantes até dia 28/03, quando ocorerrá nova Assembléia.

Acreditamos que durante essa semana, do dia 22/03 a 28/03, é necessária a contrução de meios de comunicação EFETIVOS entre todos que, direta ou

indiretamente, estão envolvidos nesse processo. Assim propomos a criação de grupos de trabalho e discussão sobre os seguintes pontos – dividos em quatro eixos norteadores:

– Problemas de Infra-Estrutura;

– Fim das Tercerizações e Valorização dos Servidores;

– Permanência Estudantil;

– Criação de canais abertos e igualitários de comunicação permanentes;

Cotidianamente presenciamos essas dificuldades, por exemplo em se reservar salas para grupos de estudos, palestras, seminários, reuniões departamentais, e mesmo para aulas; a superlotação da xerox, do restaurante universitário, dos ônibus fretados, do espaço da biblioteca, e da utilização dos laboratórios de informática. Além disso enfrentamos problemas ao tentar emprestar livros na biblioteca, imprimir textos na informática, acessar a internet (especialmente aos sites que só temos acesso via proxy), etc. – diferentemente da carta direcionada à ADUNIFESP pelo diretor acadêmico do campus, segundo a qual não enfrentamos qualquer problema de infra-estrutura. Esses são pontos indiciários diante de questões mais amplas, das quais todos nós estamos sucetíveis.

Com a intenção de proporcionar um curso de História, como o inicialmente formulado e reformulado coletivamente, ao longo desses seis anos, desejamos que todos os estudantes possam cursá-lo de maneira ampla sem QUALQUER prejuízo em nossas formações acadêmicas, mesmo em situações de mobilização grevista. Para tanto, propomos um encontro entre estudantes e professores com o objetivo de firmar um diálogo que promova uma reflexão sobre os problemas que juntos enfrentamos e viabilize alternativas para solucioná-los. Propomos um encontro dia 27/03 às 18:30h na sala 1 da unidade 1, e colocamo-nos à disposição para a alteração/negociação dessa data.

Estudantes de História presentes em reunião realizada dia 23/03.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s