Comunicado: Aulas de LIBRAS

De acordo com a Lei 10.436 de 2002, instituições formadoras de professores devem incluir em sua grade curricular o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras), visando a inclusão e a valorização da comunidade surda. Mais uma vez, a exemplo do que aconteceu no ano passado, a UNIFESP tenta se adequar tardiamente a esta necessidade.

No ano passado, uma professora ingressante em uma vaga da Pedagogia conseguiu suprir esta necessidade. Este ano, diante das negativas na contratação de profissional por meio de concurso público, a vaga será preenchida de forma temporária.
 
Segundo comunicado da Secretaria Acadêmica, a partir de novembro, serão iniciadas as aulas da Unidade Curricular Libras exclusivamente para estudantes formandos na Habilitação de Licenciatura.
 
Percebe-se assim, no mínimo, a falta de cuidados ao tratar da questão. Isto se não for possível perceber que, além de exclusiva a quem estiver concluindo sua formação em Licenciatura, limitará a participação de quem estiver trabalhando em horário incompatível. Ou quem sabe, até impedir o acesso destas pessoas. Afinal, faltar em seus empregos uma vez por semana em cinco semanas consecutivas não é tão simples assim.
 
O fato de os cursos oferecerem dois períodos de realização, e a escolha destes por estudantes, atesta em favor de discentes. Certifica que a Universidade tem o dever, imprescindível, de garantir condições de realização das atividades de cada curso respeitando seus horários.
 
Mais uma vez as práticas e soluções adotadas na Unifesp reforçam o caráter excludente da Universidade. Que, apesar do pouco tempo de existência, tem se esforçado em repetir modelos e padrões já estabelecidos, comentendo os mesmos erros e injustiças.
 
Com uma política assistencial incapaz de garantir que estudantes se dediquem integralmente à universidade, a Unifesp novamente prejudica quem não pode se dedicar exclusivamente a sua formação. Prática que se percebe não só na Unifesp, mas na universidade pública, que continua beneficiando uma parcela já privilegiada da população, que não tem a necessidade de se autossustentar.
 
Esperamos que estudantes que necessitam desta formação sofram o mínimo de provações e prejuízos. E exigimos que a unidade curricular seja oferecida nos períodos de graduação!
 
Por uma universidade pública, que garanta o acesso e a permanência. Que garanta direitos e condições adequadas e iguais à todas e todos de concluirem sua graduação. Por uma educação pública, de qualidade e democrática!
 
Abaixo as orientações:
 
Matrícula

A matricula se dará do dia 24/10 (segunda-feira) a 31/10/2011 (segunda-feira), via requerimento, pessoalmente, na secretaria acadêmica, em seus horários de atendimento.

Aulas
1) As aulas serão ministradas também aos SÁBADOS, das 09h00 às 14h00min, nos seguintes dias:
  • Sábado – 05/11 – das 09h as 14h;
  • Sábado – 12/11 – das 09h as 14h;
  • Sábado – 19/11 – das 09h as 14h;.
  • Sábado – 26/11 – das 09h as 14h;
  • Sábado – 03/12 – das 09h as 14h.
2) Durante semana, das 15h00 às 20h00min, nos seguintes dias:
  • Terça – 01/11 – das 15h as 20h;
  • Terça – 08/11 – das 15h as 20h;
  • Quarta – 16/11 – das 15h as 20h;
  • Terça – 22/11 – das 15h as 20h;
  • Terça – 29/11 – das 15h as 20h.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s