UNIFESP NEGA ÔNIBUS PARA O ENEH

Da Coordenação de Comunicação do CAHIS UNIFESP

Esta manhã,  em conversa com coordenadores do CAHIS, a coordenadoria de assuntos estudantis da UNIFESP voltou negar a disponibilização de ônibus para os estudantes de história para o ENEH (Encontro Nacional de Estudantes de História), que acontecerá em Fortaleza-CE, de 4 a 10 de setembro de 2010. A universidade diz que só pode disponibilizar ônibus para o encontro regional da ANPUH, que se realizará da 6 a 10 de setembro, em Franca-SP, e duas passagens para dois representantes do CAHIS.

Há cerca de dois meses, em conversas com os mesmos coordenadores, coordenadoria de assuntos estudantis informou que estavam reservados pelo menos R$ 26.376,30 para os alunos de história. Em cálculos estimados, uma vez que o valor exato só é definido no momento da contratação, o custo do ônibus para o ENEH, em Fortaleza, seria de cerca de R$ 20 000; para o ANPUH, em Franca, cerca de R$ 5 000. Com essa verba, que variaria ano a ano de acordo com disponibilização do MEC, os estudantes de história conseguiram a disponibilização de ônibus, em 2007, para ANPUH, em São Leopoldo-RS, e para o ENEH, em 2008, em São João Del Rey-MG. Apesar das regras estipuladas pela coordenadoria de assuntos estudantis, parecia não haver empecilhos para a disponibilização de ônibus para os encontros. No entanto, os estudantes tiveram uma surpresa em julho. As regras mudaram.

De acordo com comunicado da coordenadoria de assuntos estudantis, datado de 24 de junho, apresentado pela diretoria acadêmica do campus Guarulhos no dia 16 (sexta),  só haverá “fornecimento de transporte rodoviário, por empresa terceirzada, para eventos no Estado de São Paulo e Estados limítrofes”. E continua: “Nos demais casos, qual seja, Estados  não-limítrofes, será fornecido transporte aéreo para, no máximo, dois representantes discentes.”. Disponibilizamos o comunicado aqui. Não há maiores justificativas. Nenhuma dessas decisões parece ser referendada a qualquer instância que tenha a participação de estudantes.

Os coordenadores do CAHIS, estiveram então no dia 19 (segunda) na PROGRAD, na Vila Mariana, onde fica a Coordenadoria de Assuntos Estudantis: a mesma alega que não há verba suficiente, e que a verba antes disponibilizada para ônibus foi usada para suprir as bolsas de assistência estudantil.

O CAHIS e a UNIFESP parecem concordar em um ponto: esses encontros são fundamentais para a formação política, acadêmica, profissional e cultural dos estudantes de história, e devem fazer parte da vida acadêmica. Resta saber: onde está a verba pública para educação do país que ocupa hoje o título de oitava economia do mundo?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s